Os dez(s) passos

Crédito da Imagem: http://sxc.hu - Standard restrictions apply
Crédito da Imagem: http://sxc.hu – Standard restrictions apply

Não, não vou falar dessa pirâmide aí, desculpem a analogia associada se você veio parar aqui por causa dela. Não gosto de enganar ninguém. Dito isso…

É tão inspirador quando você lê depoimentos de quem diz que não tinha um rumo na vida, que estava no fundo do poço e teve um milagre acontecendo, que “mudou a sua vida”, conquistou seus sonhos e agora é uma pessoa bem sucedida e feliz… E vê-los em vídeo, falando isso sempre com um sorriso (até quando falam daquele fundo do poço) então… é sensacional!

Daí eles estão ali, tentando te vender os dez passos mágicos para mudar a sua vida, como eles fizeram… fizeram?

E aproveitam para fazer o comercial de uma palestra que darão, onde eles apresentarão cinco, CINCO desses maravilhosos passos! Ou de seu livro onde eles ensinam os outros cinco e MAIS um adicional com TRÊS passos para ir ALÉM…

Daí você percebe que todos eles, que querem te vender os dez passos vivem de…. vender os dez passos. Fazer palestras sobre os dez passos, escrever livros com os dez passos ou, o melhor: vender cursos para você aprender a ensinar os dez passos… e é CARO, porque, afinal, você vai ganhar muito dinheiro com esse aprendizado, capice?!

Então você lembra do processo de pirâmide, surgido no final dos anos 90, em que um amigo tentava lhe convencer de que entrando para a Amway (acho que era assim que chamava), era só você convencer mais dez amigos e que cada um deles chamaria mais dez e em pouco tempo você estaria no topo da pirâmide, ganhando uma fortuna!!! SEM FAZER MAIS NADA PRA ISSO!!!! Mas antes você tinha que comprar um valor x em produtos e revendê-los e convencer 10 amigos a fazer o mesmo… Sabe quanto amigos vi chegarem ao topo e ganharem muto dinheiro? Isso, nenhum. Mas teve gente que ganhou muito dinheiro mesmo, sabe quem? Quem fundou esse mecanismo e dono da rede de produtos.

É isso. Não tem fórmula mágica. Tem gente com uma capacidade fenomenal de enganar os outros. Se você tem esse perfil, talvez, TALVEZ, se dê bem nesse novo mercado.

Agora, sério, é lindo, é inspirador, precisamos disso. Nós, pessoas normais, estamos perdidas, sem rumo, sem perspectiva, num país indo para o brejo, num mundo com transformações diárias, quase impossíveis de acompanhar e, por isso, queremos acreditar que tem uma saída, precisamos ouvir e ler coisas boas, pessoas que digam que tem jeito, tudo tem solução, a vida é linda!!! Já deu para perceber que ando meio revoltada, né? Foi mal… nada pessoal com ninguém, desculpe se pisei em algum calo, é só minha opinião. Sei que no meio de muito malandro tem pessoas realmente bem intencionadas. Torço por elas.

A vida PODE ser linda. Especialmente se você nasceu numa família abastada, ou deu sorte e ganha bem o suficiente pra ficar investindo em seus sonhos (mesmo que através de um emprego que você odeia), mas nem todos têm essas facilidades.

Atores, por exemplo, precisam estar sempre investindo em cursos (muitos que não tem mais nada a lhes ensinar, mas que tem um diretor famoso ministrando), para serem vistos, fazerem contatos, dar chance às oportunidades de um convite para trabalho. Isso custa caro e nem todos podem se dar a esse luxo. À esses resta ficarem dando murro em ponta de faca, garimpar audições, torcer para estar dentro do perfil e fazer testes esporádicos. E renovar cadastro naqueles lugares, que nunca te chamarão pra nada, E isso TODO ano (o que significa fotos e vídeobook novos, queridinho/a), senão você nem existe para o mercado, não importa o tamanho de seu currículo.

Não, não existe caminho mágico para OZ. Existe muito trabalho, muito investimento e, se possível, sorte. Ou, começo a pensar, destino. Mas isso é papo para outra postagem 😉

Até!

Anúncios

3 comentários sobre “Os dez(s) passos

  1. Acho que somos duas céticas com esse “Mundo cor-de-rosa” que tentam nos enfiar goela abaixo. A vida inteira ouvi pregações de que deveríamos ser bons, cordatos, tolerantes, blábláblá pra boi dormir. Segui a risca e só tomei nocesabeonde. Hoje, tornei-me um ser avesso a qualquer cartilha do bom viver. Vivo como posso e quero e farejo de longe seres que desejam só ganhar em cima de sua inocência. Affê!! Passo longe. Caso não saiba, sou da terra de OZ e te digo: nem lá tá fácil viu amiga. Nem lá! Vida de artista não é fácil mesmo não? Mas olha, não desista. Como já dizia meu amigo de jardim da infância (Emmanuel), “Confia e segue”. Pra onde não sei mas, segue! Inté!!

    1. Sim!! Dou uma passadinha em OZ vez por outra, tá fácil nada! Rs Seguir nem é mais opção, já gastei bem mais da metade dessa vida tentando, começar do zero a essa altura do campeonato dá não. Mas já não alimento minha esperança. A coitada ao invés de crescer mingua quando tento alimentá-la…rs. 😉

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s