Ordem, Fascismo e Rituais

Créditos da imagem: http://sxc.hu
Créditos da imagem: http://sxc.hu

Vamos entender que o cu, apesar da proximidade, não  tem nada a ver com as calças?

Do princípio. As redes sociais disseminam ideias e contra-ideias tão rapidamente que está criando um exército, sim! De abestados. De pessoas cheias de certeza e razão, com a cola em riste para colocar cabelo em ovo. Passam dias discutindo a cor de um vestido, até que o próximo assunto seja estrategicamente colocado em pauta. E, correndo o risco de me repetir: Como se posicionam rápido!! Como repetem verdades absolutas com “propriedade”!! Não pertenço.

A natureza humana é ritualística. Lembro quando, na faculdade de teatro, fazendo um trabalho de História do Teatro II, me caiu a ficha, ao traçar um panorama do mesmo, como havia sido solicitado, pois me enveredei por um caminho que leva a este ponto: a religião como princípio e interrupção da arte teatral. Não cabe aqui me estender sobre a questão, nada que um breve estudo da história da arte não escancare para quem souber o que procurar. Aqui me interessa colocar na mesa a tal questão ritualística. Onde houver um grupo e um interesse em comum, haverá um ritual. Exemplos? Missa, teatro, exército… tá captando o título agora? Espero que sim. Vamos adiante?

Colocar no mesmo saco o fascismo, a ordem e os rituais é como ensacar juntas as batatas, o aipim e o inhame. Todos tubérculos, todos carboidrato, mas cada um diferente em forma, sabor e valor nutricional.  Foi? A ordem é o ritual dos militares, a oração o ritual dos religiosos e o nacionalismo o ritual dos fascistas.

É claro que há uma batalha entre religiosos e homossexuais no campo da política no Brasil há algum tempo, mas não é porque alguém em busca de fama, enfiado na política para defender seus interesses, claramente partidário político de pseudo-revolucionários diz que a  religião é fascismo que todos precisam acatar e espalhar tamanha bobagem. Como gostam da política do terror!!! Cuidado, eles vão queimá-los com água benta!!! Desculpa se você acredita nisso, eu ainda tenho dúvidas.

A não ser que palavras perfurem seu peito, você não precisa alimentar um medo irracional dos religiosos que escolheram copiar a ordem militar (provavelmente incentivados por membros da igreja que também o são) para seus rituais. Isso é teatro persuasivo, os fará “lutar” com mais afinco em prol de angariar fiéis, mas não sairão atirando em quem disser não. E me sinto muito confortável para defendê-los de acusações tão levianas, pelo simples fato de ser assumidamente ateia. Se houver REALMENTE algum indício de que os hereges irão para a fogueira, como na idade média, prometo que volto atrás aqui, rapidinho para me retratar e avisá-los, antes de fugir para um lugar seguro.

Faz assim ó! Quando o exército de Deus vier atirando em você as palavras letais de sua igreja, você finge de surdo ;-).

Blá, blá, blá Estado Laico. Estado rumo a perversão, à desordem, à ignorância travestida de compartilhamentos nas redes sociais, isso sim! Povo deveria passar mais tempo com livros que no twitter. Mas sei lá… vai ver que eu é que estou sendo manipulada pela mídia. Não espera… vou ali pensar mais um pouquinho, depois volto.

Até!

Anúncios

4 comentários sobre “Ordem, Fascismo e Rituais

  1. Amei o texto e suas excelentes argumentações. O povo anda mesmo agindo feito cordeirinhos. Basta um levantar a mão e dizer: Sigam-me!, que todos seguem abaixando suas cabeças sem nem mesmo parar para pensar e refletir se está certo, se fala a verdade ou não. Está mais do que na hora de todos se informarem de fato e o que disse é ouro: leiam mais, reflitam mais, pensem por si mesmo. Tá difícil desse povo evoluir viu!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s