Categorias

Credito das imagens: http://Sxc.hu
Credito das imagens: http://Sxc.hu

Arquivo Bagunçado

      O ser humano é arquivologista por natureza. Alguns mais eficientes que outros, mas todos temos o princípio da categorização, penso eu. A necessidade criou os signos, a psicologia, as profissões e tudo o mais.

     Conhecemos alguém e com os dados recebidos (nome, onde mora, no que trabalha, idade, casado ou solteiro etc) vamos adicionando etiquetas e selecionando os arquivos a que pertencem, dentro de nossa biblioteca mental.

      “Qual é o seu signo, pra que time torce? – Ta-ram…” Tá, essa é para os maiores de 30. Aí, falando em categorias… não dá pra fazer essa piada com quem não viveu os anos 80 e não conhece a música.

     Mas como eu ia dizendo, biblioteca mental, sim. Então, tem o arquivo de contatos de trabalho, de amigo pra todas as horas, de colegas pra bagunça, de se puder evitar encontros demorados, enfim… cada um com sua metodologia de organização, não é mesmo?

     Arquivo Ordem

     Algumas pessoas tem tanta habilidade com isso que se transformam em experts em lidar com os outros. Sabem a quem elogiar, com quem concordar (mesmo discordando) sem se comprometer (só para que calem a boca) e assim por diante. Se forem espertos tiram proveito de sua habilidade, só não sei se alguma vez na vida conseguem ser verdadeiramente elas mesmas… enfim… vão pra gaveta dos falsos.

Arquivo Desordem

Outros confiam que a bibliotecária ou arquivologista interna mantenha tudo em ordem, e deixam as coisas acontecerem naturalmente, ou seja, não trazem à consciência o processo e agem intuitivamente, sem se dar conta. Não são essas que se dão bem na vida, garanto por experiência própria. Às vezes o pessoal interno dá uns moles… e voilá, fala-se mais que devia, esquece-se do sorriso amenizador de males. A maldita franqueza excessiva. “Negócio” de “ser sincero como não se pode ser…” Há quem diga que isso é falta de inteligência emocional. Pode ser…

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

     Falando em categorias, construindo esse site/blog me dei conta de que sou a mulher etiquetas. Só para meu arquivo artístico já tenho algumas gavetas ali no menu (sem contar as que ficaram de fora, por enquanto). E hoje a tarde será da “engenheira”, pois estou terminando o arranhador para meu futuro “neto”. Está ficando bem legal 😉

 Mas essa é uma categoria, como tantas outras, para outra postagem 😉

 Até!

Anúncios

2 comentários sobre “Categorias

  1. Minha cara, não gosto de rótulos, confesso. Gosto de descobrir a pessoa com quem dialogo pelo imaginário que alimento. Olho, percebo e vou fazendo uma espécie de desenho. Então sei por exemplo que os olhos me agradam ou não. Com o movimento das mãos é agradável ou não e que o sorriso é franco e branco. E que os passos são lilazes. rs
    No mais é mera geografia das coisas e suas causas.

    bacio

    1. Também detesto rótulos, especialmente porque não creio em verdades absolutas sobre nada e, claro, ninguém. Não somos uma coisa só, não é mesmo? Tenho até uma teoria, nada comprovada…rs… sobre as personas que assumimos em cada situação. A mãe, a profissional, a que pede informação e assim vai 😉 Elas têm até vozes específicas para cada uma delas…rs Mas que categorizamos intuitivamente (ou subjetivados pelo senso comum) ah, categorizamos… 😉
      Grata pela visita e comentário.
      Até!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s