Senso Incomum

As postagens dessas crônicas / artigos de opinião de última hora refletem impressões inerentes às circunstâncias e momentos vivenciados e observados quando de sua escrita. Elas não têm compromisso com a posteridade, não pretendem ser definitivas, afinal o mundo gira, as opiniões mudam, tudo se transforma, principalmente para quem pensa. Postagens contraditórias podem ocorrer.

Créditos da imagem: http://sxc.hu
Créditos da imagem: http://sxc.hu

     Você certamente já ouviu muito falar em senso comum. A grosso modo é uma ideia pré estabelecida pela maioria, muito provavelmente disseminada pelas mídias formadoras de opinião (leia-se, jornais, revistas, telejornais, novelas, filmes, seriados, teatro, best sellers etc). Quem faz teatro, e digo faz no sentido de viver o teatro, seja com formação acadêmica, ou em grupos de pesquisa e produção de espetáculos, ouve e fala disso exaustivamente, visto que no teatro o senso comum é questionado e muitas vezes descartado em prol de um maior aprofundamento humano das personagens. Eu disse a maioria. Teatro feito a toque de caixa precisa de um caminho mais curto e encontra um forte aliado no senso comum (mas isso é assunto para outra postagem).

     Então. Eu vivo lucubrando sobre isso. E de um tempo pra cá me ocorreu que estamos numa época dividida entre o senso comum e o contra senso. “Ah, mas sempre houve essa divisão, você só percebeu isso agora?” – Pensou você – Não. É claro que sempre existiu uma divisão. O conceito de senso comum só passa a existir quando alguém o questiona e o nomeia. Falo de uma divisão tão equilibrada que quase o extingue. Quase, porque essa divisão inverte o conceito, transformando o contra em comum e vice versa. Complicou, eu sabia. Permita-me tentar elucidar exemplificando.

crédito da imagem: http://sxc.hu
crédito da imagem: http://sxc.hu

     Digamos que o senso comum tenha estabelecido que é saudável praticar exercícios regularmente e comer de forma equilibrada (ai! Terreno perigoso), mas o contra senso levanta a questão de que “a imprensa promove um esteriótipo de beleza imposto pelo modelo de magreza” (ai! Mais perigoso) e devolve com “odês” às gordinhas. As gordinhas se identificam. Encontram defesa para comerem o quanto quiserem. Surgem os defensores do sobrepeso e das modelos king size. Modelos king size estampam capas de jornais e revistas. Nesse momento, se você tiver coragem de expôr uma opinião contrária, de que praticar exercícios e comer de forma balanceada é uma prática saudável, você corre o risco de ser chamado de preconceituoso, de estar sendo subjetivado pela mídia e sua cultura da magreza. Opa! Qual senso virou comum agora?

ATENÇÃO!! Note que não me posiciono quanto a qual defendo, ou se defendo algum (provavelmente não), só quis ilustrar a inversão de que falava. Eu entendo perfeitamente que entre um e outro há uma infinidade de “entres”, mas isso não é levado em consideração pelo senso comum (li/ouvi/vi, não pensei e passei adiante como minha opinião), nem pelo contra senso, que prefere a oposição radical (sempre mais fácil), então acho que exemplifica bem o ponto colocado em pauta para reflexão.

     Assim considerado, quando você e seus amigos e conhecidos estiverem debatendo algo contra o senso comum, tente refletir se não está acompanhando um movimento que pode estar recriando, ou dando novo sentido ao contra senso ao invés de estar dançando com o senso incomum esse, sim, um lugar desconfortável de se habitar.

Crédito da imagem: http://sxc.hu
Crédito da imagem: http://sxc.hu

     Como assim senso incomum? É quando você está no “entre”. ESSE é um senso incomum, que pondera entre a visão do protagonista e do antagonista (inclusive identificando qual é qual naquele momento). Bem… provavelmente vão dizer que você não tem opinião e fica “em cima do muro”. Mas tudo bem, lá de cima a visão é bem mais ampla.

 Até!

Anúncios

2 comentários sobre “Senso Incomum

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s